26 de maio de 2012

Dear,


Dear My Love,

Estas serão as últimas palavras dirigidas a ti e as últimas sobre a tua pessoa e sobre tudo aquilo que passamos juntos. Quero deixar aqui bem esclarecido que ainda te amo e que não sei quando o sentimento vai desaparecer, eu sei que não vai ser assim tão rapidamente porque o verdadeiro amor nunca desaparece, não é verdade? Então isso levou-me à conclusão que nunca me amaste como eu te amei. Talvez eu no momento em que te tive a meu lado não te dei o devido valor quanto merecias, mas eu cá dentro sabia que tu eras das pessoas mais importantes da minha vida, naquele momento eras o motivo dos meus sorrisos. Eu recordo esses momentos como se fossem ontem. Mas a escolha foi tua e eu independentemente de tudo vou aceitar isso, com um sorriso, que porém é falso e forçado. Já reparaste nas tuas atitudes actuais? Têm sido completamente vergonhosas. Podes não me falar, mas já que sabes que eu ainda gosto de ti, tenta não magoar-me. Eu só espero que aquele ditado de que o tempo cura tudo seja realmente verdade e que resulte comigo. Preciso urgentemente de me divertir, de férias, de te esquecer. Mas eu sei que os momentos, os sorrisos, os choros, as saudades, e tudo mais vai ficar guardado para sempre no meu coração pois a única verdade que eu posso afirmar é que, por mais que o tempo passe sem eu dar por ele, mesmo que ele passe mesmo a meu lado, eu sei que nunca te vou esquecer por completo. Foste o maior motivo dos meus sorrisos e eu agradeço-te imenso por me teres proporcionado esses momentos de alegria, em que eu ainda era feliz o suficiente para poder lidar com problemas ao mesmo tempo. Mas agora, incrivelmente já nada é assim. Os problemas estão me a cair em cima cada vez piores e eu já não tenho forças suficientes para os conseguir dominar. Eu preciso de ti, das tuas palavras, dos teus carinhos, das tuas mensagens. É realmente difícil viver sem ti, mas eu vou ter de me habituar... Mais cedo ou mais tarde.

Com Amor

2 comentários:

Melany disse...

Ainda bem que gostas-te, é isso que me faz feliz enquanto blogger.
Quanto o botão eu estou sempre a dizer no blog e repito, não percebo nada de computadores, já é uma sorte conseguir liga-los.

Tiras a verificação de comentários?

nicolemorais disse...

obrigada, a sério. vai ser muito complicado quando ele for, estou com um medo enorme.. mas sei que vai ficar melhor.
força! vais conseguir ultrapassar.